VHM_venda e sessão de autógrafo

Por falta de respostas, VHM  activa o plano B.

O convite foi feito em janeiro deste ano, e em Março, Victor Hugo Mendes, desdobrou-se fazendo contactos junto de várias instituições privadas e públicas, bem com a pessoas colectivas e individuais. A verdade é que cinco (5) meses depois, ninguém respondeu aos pedidos feitos para que o autor do Face 69 fosse participar de mais uma edição festival Literatas que se realiza de 5 à 8 de outubro na cidade da Matola em Moçambique.

VHM gizou um plano com a sua equipa e falou com os organizadores do evento em Maputo, que a viagem seria feita de carro, passado por Windhoek na Namíbia, depois Johannesburg na Africa do Sul e depois Moçambique. Seriam quase quatro (4.000) kilometros de estrada, em que seriam consumidos mais de dois mil e quinhentos litros de combustível (2.500) para alem de todos os gastos com alimentação, alojamento e outros. Sem apoios seria impossível quase. Justamente por falta de finanças para cobrir estas e outras necessidades, Victor Hugo Mendes, decidiu na última semana, já que não obteve respostas dos pedidos que fez, activar o plano B, que se consubstancia na sua participação aos eventos, mas, excluindo a viagem de carro e não mais ir a Namibia. Ou seja, O autor d´O meu livro de pensamentos vai a Africa do Sul e a Maputo para o Festival de Literatas de Voo levando apenas duzentos (200) dos quase três (3) mil livros que pretendia levar ao grande festival que tem um cunho internacional.

Caso tivesse juntado os meios e valores que esperava, Victor Hugo Mendes, pretendia levar até a Matola, livros da maioria das editoras e escritores que tenham lançado as suas obras ao longo dos quinze (15) anos de paz.

Mas o problema que forçou ainda mais VHM a mudar de plano, foi igualmente o atraso que teve em ter as suas obras revisadas, dentro do tempo que acreditou ser possível para levar nessa digressão austral. Acesa continua a esperança para entrar para estrada em Outubro próximo para aquilo que entendeu chamar de “Digressão da leitura, o livro na rota de Angola”. Fazer esta aventura por Angola é mais fácil já que é tudo em território nacional.

Caso queira apoiar esta digressão em troca de publicidade já sabe que pode entrar em contacto com Victor Hugo Mendes, por telefone através da sua equipa que responde no 941-111-229

© 2017 RAMOSSOFTTECNOLOGIAS. Todos os direitos reservados.